03 dezembro 2020

Évora assinalou o Dia Internacional para a eliminação da violência contra as mulheres com exposição

Uma exposição intitulada "Sapatos que Contam… E se o próximo sapato for o teu?", inspirada num trabalho da artista mexicana Elina Chauvet, está patente na Praça de Giraldo. Visa chamar a atenção para a realidade das vítimas diretas e indiretas (crianças e jovens) da violência contra a mulher, no Concelho.

A exposição é composta por 180 sapatos de mulheres e 81 de crianças, personalizados, que correspondem ao número de vítimas registadas pelas forças de segurança e, também, pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Évora, em 2018. Os sapatos pretendem ser a representação visual dessas vidas, a sua metáfora, dando assim corpo aos números e às estatísticas.

Para alertar para este grave problema, em 1999 as Nações Unidas (ONU) designaram oficialmente o dia 25 de novembro como Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres.

O Município de Évora associou-se a esta iniciativa, uma vez que a violência contra as mulheres, seja ela de natureza física, sexual ou psicológica, é um problema social e de saúde pública que atinge todas as nacionalidades, etnias, religiões, escolaridade, profissões e classes sociais. É considerado um dos principais obstáculos à plena cidadania, liberdades e direitos das mulheres e como sendo uma manifestação de desigualdade histórica das relações de poder entre homens e mulheres.

M1.JPG M2.JPG M3.JPG M4.JPG M5.JPG M6.JPG M7.JPG M8.JPG